quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Lipofuscina - Miocárdio

                Pigmentos são substâncias coloridas,algumas das quais são constituintes normais das células(p.ex. melanina),enquanto outros são anormais e se acumulam nas células somente sob circunstâncias especiais.Podem ser exógenos(provenientes de fora do corpo) ou endógenos(sintetizados pelo próprio corpo - lipofuscina).
             A lipofuscina é um pigmento insolúvel,também conhecido como lipocromo ou pigmento do desgaste.Ela é composta de polímeros de lipídeos e fosfolipídeos formando complexos com proteínas,sugerindo que é derivada da peroxidação de lipídeos poli-insaturados de membranas subcelulares.A lipofuscina  não é nociva a células ou as suas funções,pelo contrário,ela apresenta importância pelo fato de ser um sinal de alarme de lesão por radicais livres e peroxidação lipídica.Em secções teciduais ela aparece como um pigmento citoplasmático,frequentemente perinuclear,finamente granular e castanho-amarelado.
  Fonte : Robbins & Cotran - Patologia : Bases Patológicas das Doenças - 8ª ed.

Aumento de 4x
 Notar na imagem que  parênquima do miocárdio se encontra normal e bem organizado,com suas fibra em corte longitudinal,bifurcadas(cabeças de seta azul) e  formando sincícios.

Aumento de 10x
 Parênquima do miocárdio se encontra normal e bem organizado,com suas fibra em corte longitudinal,bifurcadas(cabeças de seta azul) e  formando sincícios.


Aumento de 40x
Notar a presença do pigmento lipofuscina, presente no citoplasma da células cardíacas,geralmente em regiões perinucleares(cabeças de seta azul).

Nenhum comentário:

Postar um comentário