terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Metaplasia Escamosa de Brônquio

           A metaplasia é uma alteração reversível na qual um tipo celular diferenciado,seja ele epitelial ou mesenquimal,é substituído por outro tipo celular.Ela representa uma substituição adaptativa de células sensíveis a um determinado estresse por outros tipos celulares mais capazes de suportar o ambiente hostil.
        A metaplasia epitelial mais comum é a colunar para escamosa,como ocorre no trato respiratório em resposta a irritação crônica.Nos fumantes habituais de cigarro,as células epiteliais normais,colunares e ciliadas da traquéia e dos brônquios,são com  freqüência,substituídas por células escamosas estratificadas(imagem abaixo).
       Em relação ao seu mecanismo,a metaplasia tanto pode resultar de uma alteração no fenótipo de um tipo celular já diferenciado,como também pode resultar de uma reprogramação de células-tronco que subitamente existem em tecidos normais  ou de células mesenquimais indiferenciadas presentes nos tecido conjuntivo.Essas células precursoras diferenciam-se ao longo de uma nova via,devido a existência desses estímulos externos ,como citocinas,fatores de crescimento, e componentes da matriz extracelular  ,que desencadeiam sinais intracelulares,promovendo a expressão de genes que direcionam as células para uma via específica de diferenciação.
Fonte : Robbins & Cotran - Patologia : Bases Patológicas das Doenças - 8ª ed.


Aumento de 4x
Visualização detalhada
Notar na imagem áreas de edema(estrelas azuis),grande quantidade de vasos congestos(cabeças de seta azul).Reparar na grande desorganização do parênquima pulmonar,bastante comprometido,porém com alguma estruturas conservadas – cartilagem hialina(seta azul) 

Aumento de 10x
Visualização detalhada

Notar na imagem,grande presença de vasos congestos(estrelas azuis),responsáveis pela grande quantidade de exsudato liberado(cabeças de seta azul).Observar também focos de fibrose(seta azul).

Aumento de 40x
Visualização detalhada
 Notar na imagem,um região edemaciada(estrela azul),presença de vasos congesto(cabeças de seta) e presença de infiltrado inflamatório(setas azuis).

Aumento de 4x
Visualização detalhada
 Nesta imagem,nota-se grande desorganização do parênquima,vasos congestos ricos com o pigmento hemossiderina(círuclo azul),presença das glândulas seromucosa(estrela azul) e principalmente,já neste aumento,nota-se a estratificação do epitélio brônquico(setas azuis).

Aumento de 40x
Visualização detalhada
 Com maiores detalhes,notar a estratificação do epitélio brônquico(lembrando que antes ele era pseudoestratificado) – setas azuis.

Aumento de 4x
Visualização detalhada
 Nesta outra simagem,tem-se outro corte de brônquio,porém mais afetado com a metaplasia que o anterior pelo fato de,além do seu epitélio se encontrar estratificado,ele agora está pavimentoso,ou seja,as células não são mais colunares,e sim achatadas em boa parte deste brônquio(setas azuis).Notar também a grande quantidade de infiltrado inflamatório(estrelas azuis) e grande quantidade de vasos congestos repletos de hemosssiderina(cabeças de seta).

Aumento de 40x
Visualização detalhada
 Notar na imagem do epitélio brônquico,que agora se encontra estratificado e pavimentoso,ou seja,as células não são mais colunares,e sim achatadas em boa parte deste brônquio(setas azuis).Infiltrado inflamatório(cabeça de seta).

Aumento de 40x
Visualização detalhada
 Notar na imagem,necrose coagulativa dos septos interalveolares (cabeças de seta) além de presença de infiltrado inflamatório(círculo azul).

Aumento de 40x
Visualização detalhada

Na imagem,notar a presença dos macrófagos alveolares – células de poeira (cabeças de seta),infiltrado mononuclear(estrela azul) e necrose dos septos interalveolares(círculo azul) .

Um comentário: